domingo, 28 de dezembro de 2008

Janeiro, 1º


Começo de ano serve pra isso, novas promessas que não serão cumpridas, novas pessoas que você não conhecerá, novos empregos que você não irá encontrar, novas roupas que você não irá entrar e... Uma nova esperança que, essa sim, não te deixará na mão, afinal, pra que servem os desejos do "recomeço" se nem acreditamos neles?


Odeio livros de auto-ajuda, simplesmente tenho pânico, e todo ano alguém quer me dar um bendito "manual" de "diga palavras lindas e fortes e seja feliz para sempre", simples, né? Pois bem, vamos lá : HOMEM DE 1.90M, BEM HUMORADO, BÍCEPS ENORME, BOM DE CAMA. (tá vendo? essas são minhas palavras lindas e fortes e simplesmente ele não entrou pela minha janela) ou seja, esquece a piada para focar no conceito de que isso nunca funciona, se não os autores dessas "filosofias" seriam milionários e sorridentes e não escreveriam mais.


Estou ficando confusa e não sei se é o horário ou você (sim, você) que não quer me entender. Na verdade, quero que à meia noite do dia 31 de Dezembro você abra um sorriso pensando nas suas propostas e desejos que não serão cumpridos e nem realizados, mas que podem render um bom empurrão para o começo do ano e quem sabe trazer coisas que você nem esperava.


Feliz ano novo!

3 comentários:

Francielle disse...

Que bravaaaa!!!

Oo

Carolina disse...

hum, eu nunca fiz promessas de ano novo. continuo não fazendo. e eventualmente coisas acontecem.
de qualquer maneira, feliz ano novo pra você também, Débora!
(embora meio atrasado, como de costume (x )

*:

natacha.cortêz disse...

bom de cama pra Q, déborah?

ahuhahah

hein?