quarta-feira, 29 de agosto de 2007


Em dias de fossa você se encontra ouvindo músicas duvidosas às 4 da manhã, comendo sorvete do pote e se identificando em qualquer pedacinho da história de amor de alguém que nem faz sentido.

Em dias de fossa sem motivo, aqueles em que dá pra se perder em um pensamento e inventar uma história tão grande que dá até pra acreditar, o que vale é que a fantasia não anda ao lado da realidade.

Em dias de fossa de você mesmo, em término com o seu próprio bom humor com uma briga sem fim, da paciência que ainda resta com o "desligar" dos sentidos quando alguém fala, do seu corpo com o espelho... Falando em espelho, há quanto tempo você não o encara com vontade de saber ao certo o que acontece nas suas profundezas? Muito tempo, afinal, são dias de fossa.

5 comentários:

Hotcity Comics disse...

Uou! Tá de casa nova?
Seja bem vinda por aqui!!!

Bjão procê!

Alan...

Alex disse...

OI!
legal te ver no pulpfiction
hehe
;****

LóL Delícia disse...

aih eu adoro os dias d fossa..!


eh serio!


eu fico um pau no cuh ( com os otros) mas aih a gnt fia lah se martirizando matutando acabando morrendo tanto q dpois parece a perfeiçãop!

Daiane disse...

aih prima!!!
nossa.....axei lindo, mas mto melancólico!!!!
=(
bjãoooOOO
TE AMO

Adriana disse...

Brigity jones