segunda-feira, 17 de setembro de 2007

"até..."

Quando chega a hora eu mal posso pronunciar o quanto isso dói, afinal, os segundos parecem sempre ter o tempo suficiente pra irritar qualquer pessoa que deseja que os horários sejam extintos do dia-a-dia.

Penso em deitar, sentar, levantar, abraçar, correr ou até mesmo ignorar o fato, para não parecer clichê demais olhar e dizer "tchau", opto então por reticências eternas e uma resposta que ficou no ar.

_Volta logo?
_ ...

Sabe o que mais me preocupa? O fato de dizer que voltar logo não passa pela minha cabeça, odeio retornos, reencontros e dias de matar saudade. O que realmente acontece é que eu adoraria ficar para sempre.

3 comentários:

Adriana disse...

a maiora das coisas que vc escreve realmente parece instalar-se em mim, e quase sempre da aquela vontadezinha de se deixar levar

mas acho que logo isso acaba, entao nao tera mais o que impeça, e certos adeus e volte logo não serao mais precisos serem ditos

Stefania Pereira disse...

querida...
intenso seu texto... pelo simples fato de corresponder a muitos sentimentos que tbm tenho, e que muitos tem.

como seria bom poder dizer um :"até daqui a pouco"; ou um "já volto" ao invés dos eternos "adeus" que custam tanto a parar de ecoar.

mas são eles que, por outro lado, alimentam nossa sede de quero mais, de lutar pra alcaçar algum lugar, pra enfim dizer agora é pra sempre. Mas será q existe pra sempre se vivemos em constante mudança ?

LóL Delícia disse...

aihhh ámis eu tbm queria soh o ficar pra sempre... odeio , despedidas e ainda mais os reencontros ... e ainda mais q os reencontros os bons momentos


¬¬'